O que o CEO da VMware declara como prioridades para 2019?

No fim do ano passado o CEO da VMware, Pat Gelsinger, definiu as novas prioridades como o NSX em primeiro, nuvem em segundo e contêineres em terceiro, sem esquecer dos outros produtos, principalmente do vSAN.

VMware

A empresa tomou medidas no último ano para estender sua virtualização de rede do data center até a borda e a nuvem, adicionando SD-WAN de sua aquisição VeloCloud e suporte para nuvens privadas vSphere, Microsoft Azure nativo e Amazon Web Services (AWS), também com cargas de trabalho e VMware Cloud na AWS.

Também no fim do ano passado, na VMworld Europe, a empresa sobrecarregou o seu jogo de contêineres. Atualizou o Cloud Foundation, sua pilha de nuvens híbrida, com o novo suporte ao Kubernetes, e também anunciou uma nova integração com o serviço gerenciado Kubernetes da IBM Cloud.

O Kubernetes é um sistema de código aberto que orquestra e automatiza implantação, dimensionamento e gerenciamento de aplicações em contêiners. Seu uso pode se dar em várias plataformas, laptop, VMs em nuvem e servidores bare metal, além de vários sistemas Linux, os clusters podem atender hospedeiros em nuvens públicas, híbridas ou privadas. Também tem alta disponibilidade e é escalável, maximizando o uso de contêiners e sendo recomendado para ambientes de larga escala.

A Heptio, uma startup cujos fundadores foram co-criadores do Kubernetes enquanto trabalhavam no Google, também foi comprada pela empresa, maximizando a abrangência dentro desse nicho de mercado.

Com isso, a empresa está na linha de frente das empresas com tecnologia de contêineres. Também foram lançados o VMware Cloud na AWS, esse ambiente de nuvem híbrida baseado na VMware permite um conjunto diversificado de casos de uso, incluindo expansão da capacidade regional, recuperação de desastres, migração de aplicativos, consolidação do data center, desenvolvimento de novos aplicativos e capacidade de pico, com consistência operacional completa e portabilidade contínua da carga de trabalho, o que permite que seus clientes executem suas cargas de trabalho na nuvem pública usando sua pilha de software VMware existente.

Há também o Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) no VMware, novo serviço permite que os clientes implantem o banco de dados nativo da nuvem pública em seus datacenters locais baseados em VMware.

Essas prioridades estão de acordo com o que você espera da empresa? Conte pra gente!

Entrar em contato