Qual a melhor forma para gerenciamento dos seus dados?

A resposta dessa pergunta vale ouro, e constantemente precisamos reavaliar as infraestruturas usadas em nossa empresa, por isso, vamos falar um pouco sobre cada uma das melhores infraestruturas de gerenciamento de dados, norteando quanto aos benefícios e contras de cada uma.

gerenciamento

Arquitetura de nuvem híbrida

O objetivo de uma nuvem híbrida é combinar a nuvem pública e as plataformas locais de uma maneira que apresente uma arquitetura transparente para os administradores e desenvolvedores de TI. Por exemplo, nuvens híbridas permitem que as organizações implantem facilmente bancos de dados na infraestrutura que melhor se adaptem aos requisitos dos aplicativos suportados. Além disso, os DBAs (Administradores de Bancos de Dados) podem usar as mesmas ferramentas e técnicas para oferecer suporte a sistemas na nuvem e no local.

Embora esse aspecto da infra-estrutura de gerenciamento de dados ainda esteja em sua infância, podemos esperar um número cada vez maior de recursos e serviços que permitem que as organizações forneçam bancos de dados em nuvem em servidores executados em datacenters locais. Algumas ofertas de nuvem híbrida para investigar incluem o Microsoft Azure Stack, o Oracle Cloud at Customer, o VMware Cloud na AWS, o AWS Outposts da própria Amazon e o Cisco Hybrid Cloud Platform para o Google Cloud.

Para saber ainda mais sobre nuvem híbrida, acesse.

Bancos de dados de código aberto na nuvem

Há um tempo atrás as empresas tinham certa razão em não implantar bancos de código aberto, por medo da possível indisponibilidade dos aplicativos críticos, mas agora, a AWS, a Microsoft, o Google e a Oracle oferecem tecnologias de software livre na nuvem, assim os gerentes de TI podem aproveitar os produtos de banco de dados, sem grandes esforços e sem atacar o orçamento, oferecendo tranquilidade ao suporte corporativo.

O AWS suporta MySQL, MariaDB e PostgreSQL como parte do Amazon Relational Database Service. A Microsoft também oferece versões do Azure Database dessas três tecnologias, enquanto o serviço Cloud SQL do Google oferece aos usuários uma escolha entre os mecanismos de banco de dados MySQL e PostgreSQL. A Oracle se limita ao MySQL, que é seu. Fornecedores menores incluem EnterpriseDB for PostgreSQL e Percona for MySQL.

Backup e recuperação de dados como serviço

Uma responsabilidade crítica para os DBAs é garantir que possam restaurar os sistemas de banco de dados após falhas de hardware e software, ataques de malware, erros do usuário ou quaisquer outros eventos infelizes. Mas o custo da infraestrutura de gerenciamento de dados no local, necessária para backups de dados e sistemas de recuperação de desastres, pode ter grande impacto nos orçamentos de TI, e as estruturas regulatórias exigem uma quantidade cada vez maior de armazenamento para cópias de backup de dados.

A nuvem permitiu, por outro lado, o backup como serviço (BaaS) e a recuperação de desastres como serviço (DRaaS), que oferecem custos administrativos e de hardware reduzidos, além da capacidade de personalizar a configuração conforme necessário. Na nuvem, as lojas de TI podem escolher entre as opções de backup e recuperação de desastres que vão desde o uso de recursos de computação e armazenamento facilmente escaláveis ​​em plataformas de nuvem até a adoção de um ambiente de BaaS ou DRaaS.

Entenda a importância do Backup.

gerenciamento

Ferramentas de automação de banco de dados e TI

A pilha geral da tecnologia de infraestrutura de gerenciamento de dados está se tornando mais complexa, com isso, restrições de tempo cada vez mais rígidas são enfrentadas por muitas equipes de gerenciamento de dados e TI, sendo alocados para uma função de provedores de serviços, responsáveis apenas por manter as luzes acesas, quando poderiam ser parceiros estratégicos para desenvolvedores e usuários corporativos.

O objetivo da automação de TI é usar a tecnologia para melhorar a qualidade dos processos repetitivos e reduzir a quantidade de tempo que os DBAs e outras equipes de TI altamente especializadas gastam executando tarefas administrativas de baixo nível. As equipes de infraestrutura podem usar esse tempo livre adicional para pensar de maneira mais estratégica e ajudar as operações de negócios a melhorar o uso de bancos de dados e outros sistemas.

As tecnologias de automação abrangem desde ofertas de nicho que automatizam um conjunto específico de atividades até produtos que fornecem uma estrutura de orquestração completa, como o Kubernetes, e um conjunto de ferramentas projetadas para gerar eficiências de nível corporativo.

Armazenamento de dados criados especificamente

Como o número de aplicativos que precisam de recursos de processamento e armazenamento atípicos continua a aumentar, os fornecedores de bancos de dados menores e os líderes de mercado reagiram criando uma variedade de plataformas de banco de dados criadas para fins específicos.

lém das inúmeras ofertas NoSQL disponíveis, as lojas de TI podem agora escolher bancos de dados especializados, como o Amazon Timestream para dados de séries temporais, e o Amazon Quantum Ledger Database para registros de transações semelhantes a blockchain. Outros exemplos incluem o Azure Cosmos DB da Microsoft para aplicativos que exigem um banco de dados multimodelo globalmente distribuído e o Google Cloud Spanner , um DBMS relacional massivamente escalável, também projetado para implantações em todo o mundo.

Arquitetura de nuvem privada

A maioria dos administradores deseja ter o máximo de visibilidade e controle sobre o ambiente possível, conformidade e a governança são cruciais para empresas que têm cargas de trabalho com dados confidenciais e precisam seguir requisitos rigorosos, os quais provedores de nuvem pública nem sempre conseguem acomodar totalmente. Esse alto nível de controle e visibilidade, além de alta disponibilidade para alguns casos, é o que dá preferência para soluções de nuvem privada.

Outro fator é que, dependendo da carga de trabalho e resultados esperados, pode sair menos custoso executar as ações em nuvem privada.

Cargas de trabalho estáticas e previsíveis são normalmente mais adequadas para plataformas de nuvem privada, porque as empresas podem planejar e consumir recursos com mais eficiência. Com maior visibilidade em seu ambiente, os administradores também podem acompanhar mais de perto seus gastos e orçamento.

Lado a lado com a segurança, a principal questão que demonstra a vantagem da nuvem privada é o processo de otimização de custos, que deve ser permanente e constantemente reavaliado em uma empresa. A partir do momento em que não se tem mais preocupações com a variação de gastos da nuvem pública, há grandes riscos à saúde financeira da organização.

Entrar em contato