O que é home office?

Uma das missões da Ever It é modernizar o ambiente de trabalho das organizações que atendemos, mas além de implantar um datacenter atualizado, com infraestrutura hiperconvergente e computação em nuvem, flexibilizar o ambiente de trabalho, permitindo o home office, é uma das principais demandas dos colaboradores no trabalho do futuro.

Mas home office não se resume apenas ao trabalho em casa como se deduz da tradução dos termos, sua definição pode ser a de trabalho à distância, já que com esse conceito o trabalho pode ser realizado em viagens, cafés, parques e claro, em casa.

Usualmente, essa modalidade de trabalho não é para todos os tipos de colaboradores, porque suas funções são diversas e muitas das ferramentas que alguns utilizam estão disponíveis apenas no local de trabalho, além dos casos em que as relações pessoais e conversas são de extrema importância para o desenvolvimento das tarefas. O leque de ferramentas acessíveis remotamente pode ser ampliado com a implantação de sistemas em nuvem, internas, híbridas ou públicas, essas soluções têm fortes políticas de segurança que podem ser administradas e modificadas de acordo com cada perfil de organização, além de permitir que o colaborador utilize seu próprio dispositivo para realizar suas funções, pois como o processamento é no datacenter, tudo que precisa é de acesso à internet.

Alguns mitos e maus hábitos relacionados a home office ainda dificultam uma maior implantação do conceito nas empresas brasileiras, entre eles a concepção de que o trabalho remoto é menos árduo, quando na verdade é mais intenso (devido à facilidade de chegar ao local de trabalho, as horas gastas com transporte são convertidas para horas de trabalho) e com pagamento maior, quando na realidade se tem a mesma faixa salarial. Outro engano comum é a crença de que a partir do momento em que se adere ao home office o colaborador ou diretor (já que os sócios também podem se beneficiar do trabalho remoto) quase não irão à sede da organização, pois sendo comum de 2 a 3 dias da semana essa opção, ou ainda só às sextas-feiras, nos outros horários continua a obrigação de ir até o local.

Administrar o teletrabalho e permitir a autonomia de controle de horários são tarefas simplificadas por diversos componentes de estruturas em nuvem, como já explicamos em algumas publicações. Por isso, a seguir você confere alguns casos de empresas que aderiram ao home office com sucesso e mantiveram seus funcionários satisfeitos:

1. PwC

 

home office

A PricewaterhouseCoopers é uma das maiores empresas em prestação de serviços de auditoria e consultoria do mundo, estando entre as 4 maiores, e com 17 escritórios só no Brasil. Seu programa de flexibilidade chama-se Flexmenu e com ele os funcionários podem escolher o melhor período para executar sua jornada diária, reorganizar o esquema de compensação de horas e ainda trabalhar remotamente duas vezes por semana.

Os próprios funcionários declaram: “é uma empresa de grande nome no mercado, com muitos funcionários que estão dispostos a fazer o necessário pelo sucesso do projeto. Existem diversos estímulos que apoiam os funcionários a fazerem contatos internos, o que ajuda no networking.”

2. Philipis

Com o Work Place Innovation os escritórios da empresa ao redor do mundo receberam soluções integrais de tecnologia e telecomunicações. O número de telefones fixos teve alta redução, assim como o de computadores não-portáteis, só 15% dos funcionários tem local fixo no escritório, e boa parte dos contribuintes tem pelo menos um dia de home office ou então carga full mobile de trabalho, passando 90% do tempo fora do escritório.

“Fizemos um acordo deixando bem claro o que pode ou não ser feito, a elegibilidade dos funcionários, entre outros temas, até que conseguimos implementar a modalidade.” diz Renato Barreiros, diretor de recursos humanos da Phillips.

3. iFood

home office

Fundado em 2011, essa empresa brasileira é líder da América Latina no setor de entrega de comida online, estando presente também no México, Argentina e Colômbia.

Essa flexibilidade do home office também é permitida aos funcionários do iFood, podendo adequar a jornada de trabalho com liberdade e autonomia. “O ambiente é muito colaborativo e com uma cultura sensacional. Tudo na empresa é pensado para os colaboradores e com os colaboradores. Ambiente em constante mudança e aprendizado, sendo sempre motivador e desafiador. Todos se ajudam e trilham o caminho juntos para o sucesso e alcance das metas.”

4. AES Brasil

home office

A mudança da sede da empresa reduziu em 20% o número de postos de trabalho, algo imperativo para implementação do home office como política organizacional, além disso, em 2012 a empresa teve fortes mudanças culturais que ajudaram nessa transformação. “Liberdade é sinônimo de responsabilidade. Não podemos infantilizar a relação entre gestor e funcionário”, afirma Ricardo Salvarinho, diretor de Recursos Humanos da empresa, e com isso, aponta uma perspectiva de que é necessário ter uma forte cultura e disciplina para que o trabalho remoto seja bem efetuado.

E aí, você acha que sua empresa está preparada para implantar o home office? Ou já existe isso na sua organização? Conte para a gente, entre em contato para quaisquer dúvidas!

Referência: https://www.lovemondays.com.br/blog/6-empresas-que-oferecem-home-office-e-flexibilidade-no-trabalho