Armazendo simples para administradores do vSphere

 O mundo está ficando fácil para os administradores de ambientes vSphere. O VMware Virtual SAN é a razão disso.

O Virtual SAN, é uma solução definida pelo software da VMware para infra-estrutura de alta convergência, está mudando fundamentalmente a forma como os administradores do vSphere manipulam o armazenamento. Com a Virtual SAN, os administradores experimentam armazenamento radicalmente simples para VMs, redução de custo de propriedade, escalabilidade flexível e desempenho previsível.

Neste post convidamos você a explorar os benefícios de perto. E no espírito de tornar as coisas mais eficientes, fizemos uma lista de 10 coisas que você precisa saber sobre Virtual SAN.

  1. O Virtual SAN elimina a necessidade de um Storage Array externo

Virtual SAN pools flash e / ou discos ficam nos servidores vSphere e criam um armazenamento de dados compartilhado único para um cluster. O que isso significa? Não há necessidade de armazenamento externo ou de uma rede de armazenamento.

Mas essa não é toda a história, embora você não precise de um Storage externo com o Virtual SAN, certamente ele funciona bem ao lado deles também. É fácil criar políticas que colocam cargas de trabalho no vSAN, em Storages externos – ou mova-as facilmente com VMware vSphere Storage vMotion®.

  1. O Virtual SAN foi projetada para administradores do vSphere

Nós sabemos que os administradores do vSphere estão ocupados, e é por isso que todos os aspectos do Virtual SAN são projetados para serem o mais simples possível. Por exemplo, não há necessidade do uso de um console do Storage ou plug-in. Em vez disso, todos os fluxos de trabalho são perfeitamente integrados no console do vCenter e isso é ótimo para os administradores do vSphere, e também significa que o Virtual SAN não foi projetada para ser gerenciada apenas para administradores de armazenamento – embora alguns certamente façam via VMware vCenter.

  1. O Virtual SAN usa políticas para definir atributos de armazenamento

Com Virtual SAN, o administrador do vSphere define políticas como níveis de proteção, striping e thin provisioning. É simplesmente uma questão de se referir a uma política existente ao provisionar uma nova VM. Além disso, o Virtual SAN aloca dinamicamente o armazenamento solicitado no datastore único. Ao contrário de uma Storage Array externa típica, não é necessário pré-alocar diferentes níveis de proteção e desempenho.

É possível que cada VM (e seu disco de máquina virtual) possa ter uma política diferente, caso necessite. Por exemplo, você pode organizar algumas máquinas virtuais para tolerar uma falha, outras que podem tolerar duas falhas e ainda outras que não podem tolerar qualquer falha – todas misturadas no mesmo datastore. Ainda melhor, quando você muda uma determinada política, o Virtual SAN faz automaticamente as mudanças no back-end. Essa abordagem é muito mais simples e eficiente do que a abordagem tradicional.

  1. O Virtual SAN foi projetado para ser o melhor armazenamento para suas máquinas virtuais

O Virtual SAN não suporta diretamente protocolos de armazenamento familiares como iSCSI e NFS. E porque não? Porque não precisa. Cada VM se comunica com o Virtual SAN usando um protocolo interno que é mais simples e rápido do que um protocolo de armazenamento padrão. No entanto, se você quiser expor a capacidade do Virtual SAN externamente via iSCSI ou NFS, há boas soluções de parceiros disponíveis.

  1. O Virtual SAN pode ser Surpreendentemente Rápido

Dependendo do hardware no qual você escolhe executá-lo, a Virtual SAN pode oferecer níveis de desempenho surpreendentemente altos. Os caminhos de dados críticos são otimizados e não há necessidade de executar o tráfego de I/O através do Array de discos externa. A versão híbrida do Virtual SAN (flash e disco misto) pode se aproximar do desempenho de um storage all-flash array de entrada, por uma fração do custo. E a versão all-flash da Virtual SAN pode oferecer um excelente desempenho de forma muito econômica.

O desempenho é escalonado linearmente à medida que mais servidores são adicionados ao cluster. Os servidores individuais podem suportar vários grupos de discos, cada um dos quais aumenta o desempenho do Virtual SAN. Em resumo, mais hardware significa mais capacidade e mais velocidade. Melhor ainda, à medida que o hardware do servidor é mais rápido e mais barato, o Virtual SAN fica mais rápida e mais barata.

  1. O Virtual SAN pode fornecer muita economia

Como o Virtual SAN é executada no hardware do servidor padrão, é muito rentável adquirir componentes em comparação com o processo de comprá-los através de um fornecedor de Storage. Recomendamos que você verifique o VMware Compatibilty Guide para identificar se sua configuração de hardware é a ideal para o Virtual SAN.

A versão híbrida do Virtual SAN for Server Workloads possui um baixo preço por CPU Socket. Os usuários do VMware Horizon® podem pagar ainda menos. Isso significa que a Virtual SAN não tem preços com base na capacidade, como é o caso da maioria dos Storage Externos. Quanto mais armazenamento você colocar atrás do seu cluster, o Virtual SAN mais econômica pode ser.

  1. O Virtual SAN é incrivelmente robusta

Com o novo plug-in HealthCheck, os administradores também obtêm uma visão rápida do hardware e da rede SAN virtuais, além de garantir que um driver não suportado não tenha entrado inadvertidamente. Mesmo quando ocorre um desastre, como uma partição de rede total ou uma falha de energia , o Virtual SAN foi projetada para nunca perder dados.

  1. Virtual SAN é simples

Enquanto alguns administradores gostam de mergulhar profundamente nas funcionalidades do Virtual SAN, a maioria de vocês tem outras coisas para fazer. Consequentemente, muitos administradores nos dizem que eles adoram que o Virtual SAN lhes permite “definir e esquecer”. A melhor parte? Você gerencia o Virtual SAN através da interface do vCenter como parte de seus fluxos de trabalho de provisionamento naturais.

  1. As atualizações no Virtual SAN são fáceis

Procurando por mais capacidade ou desempenho? É tão fácil como adicionar mais hardware ao seu cluster existente. E se você estiver se movendo para um novo cluster, basta levar suas licenças com você. As atualizações de software também são fáceis. Como o Virtual SAN é parte do vSphere, as atualizações funcionam da mesma maneira.

  1. Virtual SAN e Horizon são feitos um para o outro

O Virtual SAN funciona bem em todos os tipos de carga de trabalho do Datacenter. Mas quando você usa o vSAN em ambientes com o VMware Horizon, você ganhará uma melhora na configuração e em desempenho.

Além do desempenho claro e das vantagens de custo do Virtual SAN, o Virtual SAN entende os pools de desktop do VMware Horizon e se configura adequadamente. Não há necessidade de ir e voltar com a equipe de armazenamento – o administrador do VMware Horizon controla completamente o meio ambiente. Se você estiver usando linked clones, os requisitos de capacidade são tão modestos que usar armazenamento all-flash se torna muito atraente. Se seus desktops não forem persistentes, você pode considerar usar uma configuração de falhas para tolerar zero, o que torna a Virtual SAN ainda mais econômica.

Comparado com um Storage externo, as diferenças são de noite e de dia.

Conclusão

Os benefícios do Datacenter definido pelo software(software-defined data center) chegaram ao armazenamento. Com o Virtual SAN, as tarefas manuais demoradas estão agora automatizadas. Para administradores do vSphere, a VMware está oferecendo gerenciamento simplificado. O Virtual SAN é rápido, eficiente e simples, combinando economia de custos com tudo o que torna o Virtual SAN atraente para os modernos data centers atuais. Basta criar políticas, atribuí-las a VMs e o Virtual SAN assume.

Para saber mais sobre o VMware VSAN, baixe o nosso Guia Completo:


Guia Completo do VSAN 6.2